2014: Brasil pode receber etapa do Moto GP

27 de Fevereiro de 2013

|

Bárbara de Alencar

Apesar da atual situação dos autódromos brasileiros, os fãs de motovelocidade podem nutrir alguma esperança. De acordo com o presidente da Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM), Firmo Henrique Alves, o grande prêmio mundial do segmento esportivo sobre duas rodas pode aterrissar novamente no país em 2014, após nove temporadas fora.

Segundo Alves, a instituição ainda está em fase de negociação com a promotora do evento, a empresa espanhola Dorna, mas a corrida será conjugada com o GP da Argentina, na pista de Termas de Rio Hondo, que também sediará uma etapa em 2014. “No Brasil, já existe o mundial de Motocross, de Rally (o Rally dos Sertões deste ano será válido para pontuação no Campeonato Mundial da modalidade), Super Enduro, Freestyle, e tudo em 2013. O Moto GP é o que está faltando”, informa ele.

A última vez que a categoria da motovelocidade mundial realizou um certame em solo nacional foi em 2004.  O antigo Autódromo de Jacarepaguá, que agora está fechado para a construção do Parque Olímpico dos Jogos do Rio 2016, na capital carioca, foi sede da prova. Na avaliação do presidente da CBM, o país tem circuitos com condições de receber um campeonato desse porte, embora necessitem de algumas adaptações. No momento, informa Alves, o local em que ocorrerá a competição ainda não foi definido.

Atualmente, somente um brasileiro representa a nação no concurso mundial, Eric Granado, de 16 anos. Em 2013, ele vai competir na Moto 3, segunda divisão de acesso.

O calendário do evento conta com 18 de etapas. Espanha, Estados Unidos, Itália, Catar, França, Holanda, Alemanha, República Checa, Malásia, Austrália e Japão são alguns dos países que receberão o circuito de motovelocidade.

Fotos: Divulgação.